AcesseApelo maternal da Rainha do Céu

Acesse: Oração à Rainha Celestial para cada dia do mês de maio

 

A alma para sua Mãe Rainha:

Mãe Admirável, aqui estou novamente sobre seus joelhos maternos para me unir com a Senhora na festa e triunfo da Ressurreição de seu querido Jesus. Quão bonita é a sua aparência hoje, toda amável, toda doçura, toda alegria. Parece-me vê-la ressuscitada, junto com Jesus. Ah! ó Santa Mãe, com tanta alegria e triunfo, não se esqueça da sua filha. De fato, encerre na minha alma o germe da Ressurreição de Jesus para que, em virtude dela, eleve-me plenamente na Divina Vontade e viva sempre unida à Senhora e ao meu doce Jesus. 

Lição da Rainha do Céu: 

Bem-aventurada filha do meu Coração Materno, grande foi minha alegria e meu triunfo na Ressurreição do meu Filho. Senti-me renascida e ressuscitada n’Ele. Todas as minhas dores foram transformadas em alegrias e em mares de graças, de luz, de amor, de perdão pelas criaturas; e prolonguei minha maternidade, com o selo das minhas dores, sobre todos os meus filhos que Jesus me concedeu.

Agora, ouça-me, querida filha: você deve saber que depois da morte do meu Filho, retirei-me no Cenáculo juntamente com o amado João e Madalena. Mas meu Coração ficou transpassado, porque só João estava ao meu lado; e na minha dor dizia: “E os outros Apóstolos, onde estão?”

Mas, como ouviram que Jesus estava morto, tocados por graças especiais, todos, comovidos e chorando, os fugitivos, um por um, se aproximaram de mim, formando uma coroa para mim, e com lágrimas e suspiros pediram meu perdão, por terem abandonado tão vilmente o seu mestre e fugido. Reuni-os maternalmente na arca de refúgio e salvação do meu Coração e assegurei a todos o perdão de meu Filho. Encorajei-os a não temerem. Disse-lhes que seu destino estava em minhas mãos, porque Ele os tinha dado todos como meus filhos; e eu os reconhecia como tais. 

Filha abençoada, você saiba que eu estava presente na Ressurreição do meu Filho. Mas, não contei isso a ninguém, esperando que o próprio Jesus se manifestasse, que estava ressuscitado, glorioso e triunfante. A primeira a vê-Lo ressuscitado foi a afortunada Maria Madalena, depois as piedosas mulheres. Todos vieram a mim dizendo que tinham visto Jesus ressuscitado, que o sepulcro estava vazio. Eu escutava todos; e, em ar de triunfo, confirmava todos na fé da Ressurreição. Até à tarde, quase todos os Apóstolos O viram, e todos se sentiam como triunfantes por terem sido Apóstolos de Jesus. Que mudança de cena, querida filha: símbolo de quem primeiro se fez dominar pela vontade humana, que representa os Apóstolos que fogem, que abandonam seu Mestre, e é tanto o temor e o medo que se escondem, e Pedro chegou até a negá-Lo. Oh! se fossem dominados de Vontade Divina, nunca teriam fugido de seu Mestre. Em vez disso, corajosos e como triunfadores, nunca teriam se afastado de seu lado; e se sentiriam honrados em oferecer suas vidas para defendê-Lo.

Agora, querida filha, meu amado Filho Jesus permaneceu sobre a terra por quarenta dias. Muitas vezes Ele apareceu aos Apóstolos e discípulos para confirmá-los na fé e na certeza de sua Ressurreição. E, quando Ele não estava com os Apóstolos, estava junto com sua Mãe no Cenáculo, cercado pelas almas saídas da mansão dos mortos. Mas, quando chegou o fim dos quarenta dias, Jesus amado instruiu os Apóstolos; e deixando sua Mãe como Guia e Mestra, prometeu-nos a descida do Espírito Santo. Abençoando-nos a todos, partiu, realizando o voo de volta aos Céus, juntamente com a grande multidão de pessoas que saiu da mansão dos mortos. Todos os que estavam, e eles eram um grande número, viram-No subir; mas quando alcançou o alto, uma nuvem de luz O tirou da vista deles. 

Agora, minha filha, sua Mãe O seguiu no Céu e assistiu a grande festa da Ascensão. Como para mim a Pátria Celestial não era um lugar estranho, então, sem mim, a festa do meu Filho, que subiu ao Céu, não teria sido completa.

Agora, uma palavrinha para você, querida filha: tudo o que ouviu e admirou não foi outro senão o poder do Querer Divino operante em mim e em meu Filho. Por isso, amo tanto inserir a vida da Divina Vontade em você, e vida operante; porque todos A têm; mas, a maior parte A tem sufocada e servindo-se a si mesmos; enquanto que poderia operar prodígios de santidade, de graça e obras dignas de sua Potência, ao invés é forçada pelas criaturas a permanecer com as mãos sobrepostas, sem poder desenvolver a sua Potência. Portanto, esteja atenta e faça com que o Céu da Divina Vontade se estenda em você e com Seu poder opere o que quer e como quer.

A Alma: 

Santíssima Mãe, suas belas lições me extasiam, e oh! como desejo e suspiro a Vida operante da Divina Vontade em minha alma! Também quero ser inseparável do meu Jesus e da Senhora, minha Mãe. Mas para ter certeza disso, deve empenhar-se de manter minha vontade encerrada em seu Coração materno; e mesmo que veja que me custasse muito, não me deve dar jamais. Só assim poderei estar segura; de outra forma, serão apenas palavras, mas os fatos nunca os farei. Portanto, sua filha se recomenda e tudo espera da Senhora.

Pequena flor:

Hoje, para me honrar, fará três genuflexões, no ato em que meu Filho subiu ao Céu, e rezará a Ele para que a faça ascender na Divina Vontade.

Jaculatória:

Minha Mãe, com seu poder, triunfe na minha alma e me faça permanecer na Vontade de Deus.