Oh, se ao menos todos entendessem o imenso valor dos atos,

mesmo os atos mínimos, insignificantes, praticados na Minha Vontade.

Não deixariam nem um único ato escapar-lhes”.

(08/9/1916)