“O Meu amor é como fogo, mas não como fogo que consome as coisas…

o meu fogo vivifica, aperfeiçoa, queima e consome só aquilo que não é santo:

os desejos, os afetos, os pensamentos que não são bons.

Esta é a virtude do Meu fogo: queima o mal e dá vida ao bem.”

(Jesus a Luísa Piccarreta – Livro do Céu, vol. 11 – 10 de abril de 1913)